Acalento

A c a l e n t o

Acalenta-me o ardor, o seu carinho!
Não, não sabe o quanto me deleito…
Jamais me hão de dar outro assim!
Ah! quero-o muito… – só pra mim!…

Embriaga-me celeste noite enluarada,
com as estrelas cintilantes bordada…
E que vibram com um amor tão lindo!
Tanta ternura… – ecoa delicado hino!…

E nos meus sonhos, que não desvendo,
ao despertar, mui feliz, ainda o sinto…
E, mais me agarro na doce lembrança!
Sorrio pro dia, que belo, me encanta!

© Daura Brasil

Ilustração: Magnólia by Catherine Beyler

Anúncios

Sobre daurabrasil

Experimento a quietude e adentro meu sítio íntimo. Amplio a sensibilidade... E, com liberdade, encontro-me com a Poesia. Situo ainda algumas questões e o que elas implicam... Sem anular o pensamento, ouso revelá-las, refletindo o sentir e o consentir. (Daura Brasil) * * *
Esse post foi publicado em Acalento, Poesia e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Acalento

  1. Célia disse:

    Daura, enquanto eu lia só conseguia pensar nessas palavras sendo cantadas por alguma de nossas grandes intérpretes… sabe aquelas vozes de qualidade inquestionável? Pq assim tb são suas letras! Lindas! Como tb delicadas e perenes! Beijocas. :-)

  2. Daura disse:

    Célia querida, assim você me mima muito… Obrigada sempre linda e grande poeta!Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s