Dia Mundial da Água – 22 de Março

           
Mundo – Vai
Faltar Água?

Professor
Silvio Araujo de Sousa

Segundo as
projeções mais recentes da ONU, no ritmo de uso e do crescimento populacional,
nos próximos 30 anos, a quantidade de água disponível por pessoa estará
reduzida a 20% do que temos hoje. Cerca de 480 milhões de pessoas são hoje
alimentadas com grãos produzidos com extração excessiva dos aquíferos.

A Guerra pela Água

O
mundo está descobrindo que a escassez de água não é uma questão exclusiva de
quem mora em regiões desérticas. Neste século, a água está se tornando a
questão central por trás dos grandes conflitos no planeta. E deveria preocupar
os brasileiros também.

Brasil – um país privilegiado

O
Brasil é um país privilegiado num planeta sedento. Tem cerca de 14% de toda a
água doce que circula pela superfície da Terra. Mas a distribuição dessa abundância
é desigual.

Cerca
de 80% da água disponível está na Bacia Amazônica por outro lado maior parte da
população – e da atividade econômica – do país está em grandes centros urbanos
na região sudeste, mais próximo da bacia do Prata, onde a oferta de líquido
potável é cada vez mais escassa.

São Paulo – a maior cidade do
país importa água

A
maior cidade do país, São Paulo, está perto do limite. O volume de água de rios
e represas disponível hoje é praticamente igual à demanda da população.

A
metrópole, de certa forma, já importa água. As represas da região
metropolitana, abastecidas por nascentes, só dão conta de metade do consumo da
cidade. O resto é bombeado da Bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí,
cujas águas naturalmente correriam pelo interior do Estado.

Brasil – O conflito já começou

A
disputa pela água no Brasil já deixou o Agreste nordestino, chegando ao Sul e
Sudeste. Estudo da ONU menciona conflitos pelo uso da água dos rios Paraíba do
Sul, Piracicaba, Capivari – na Região Sudeste.

Na
região metropolitana de Porto Alegre, cidades como Santo Antônio da Patrulha,
Gravataí, Alvorada e Cachoeirinha, uma área, que reúne 650 mil habitantes, no
verão, a estiagem faz a vazão do rio Jacuí cair 40%. Nos anos mais críticos, o
Ministério Público precisa intervir para garantir a prioridade da população e
não para a atividade agrícola.

Privatizar é a tendência mundial

Os
defensores da privatização afirmam que só ela é capaz de gerar recursos para a
exploração e gestão da água. Trata-se de um fator essencial no caso de países
como o Brasil, onde o desafio ainda é garantir água tratada para todos.

Hoje,
10,7% dos domicílios do país não têm água encanada e 23,3% não contam com rede
de esgotos. O Ministério das Cidades estima que seria preciso investir R$ 178
bilhões para que os brasileiros tenham água e esgoto até 2020.

O preço da água

No
Brasil, já há iniciativas como o Comitê de Bacias do Rio Paraíba do Sul, uma
região que concentra indústrias entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

As
empresas instaladas na região pagam para tirar água do rio e para devolvê-la à
rede de esgoto. Quanto mais poluída estiver a água, maior o preço. Isso
resultou na implantação de métodos mais eficientes para usar o recurso,
diminuindo o consumo e aumentando o índice de reutilização de água.

Escassez de água no Brasil?

Como
entender a escassez de água no Brasil, quando aprende-se na escola que o país
tem a maior bacia hidrográfica do planeta e foi abençoado com chuvas tropicais
abundantes. Mas o país mal dá conta de abastecer sua população. Sem uma mudança
nessa auto-imagem, é complicado estimular o uso racional do recurso. A taxa de
água não reflete sua escassez nos rios.

Estratégias para o uso racional

Precisamos
começar a agir agora para não termos problemas no futuro. A primeira ação é
usar a água de forma eficiente e adotar tecnologias mais eficazes. Hoje algumas
empresas constroem condomínios residenciais com cuidados extras no uso da água.
Como por exemplo a água do chuveiro e da pia dos banheiros é tratada e
reutilizada nos vasos.

A
água coletada da chuva é usada para irrigar os jardins. Os chuveiros também têm
redutores de vazão. As torneiras só liberam água quando você aperta um botão. O
sistema, chamado temporizador, é cada vez mais comum em sanitários públicos,
mas não nas casas. Esses cuidados podem reduzir em até 30% a taxa do
condomínio.

Respeito ao meio ambiente

Outra
estratégia para evitar uma futura escassez de água no Brasil é algo que parece
evidente: parar de matar as nascentes.

O
desmatamento e a pavimentação do solo, para construir casas e estradas, estão
secando os mananciais de água pura que alimentam rios e lagos. Esse é o drama
de São Paulo, uma cidade cuja periferia cresce com favelas que ocupam
irregularmente o último cinturão verde.

O preço da água potável

Captar
e distribuir água de uma represa limpa é 200 vezes mais barato que fazer o
mesmo com a água poluída que escorre de bairros residenciais ou zonas
industriais.

“Esse
incentivo econômico é nossa esperança para desestimular quem acha que é melhor
cortar a floresta para criar um loteamento clandestino”, diz o engenheiro
florestal João Guimarães, da Boticário.

A
intenção é evitar que os sitiantes de São Paulo destruam as nascentes da água
que, por ironia, os próprios sitiantes bebem – o retrato fiel de um país que
ainda vive a ilusão da abundância.

Fonte:
Mundo Vestibular

Enviado
por Rosany Costa

http://www.rosanycosta.com.br/


* * *

“Água Limpa para um Mundo
Saudável”

 “Água Limpa para um Mundo Saudável” é o tema da campanha do Dia Mundial da Água 2010, que se comemora hoje, 22 de março.

 Em 2010,
a Organização das Nações Unidas (ONU) dedica o Dia Mundial da Água para a
qualidade da água, com o objetivo de mostrar que, na gestão dos recursos
hídricos, a qualidade desse recurso é tão importante quanto a quantidade.

Este
ano, os objetivos da campanha promovida pela ONU são:

Promover
a conscientização sobre a conservação de ecossistemas saudáveis e bem-estar
humano, enfrentando os crescentes desafios em relação à qualidade da água na
gestão desse recurso;

Chamar
atenção a qualidade da água, incentivando governos, organizações, comunidades e
pessoas em todo o mundo a participarem, adotando medidas em relação a este
tema, por exemplo, na prevenção da poluição, limpeza e reabilitação.

Em1992,
na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED),
a Assembléia Geral da ONU declarou que no dia 22 de Março de cada ano, a partir
de 1993, seria celebrado o Dia Mundial da Água.

Com a
instituição do Dia Mundial da Água, os países foram convidados a aderir às
recomendações da ONU relativas aos recursos hídricos e a concretizar atividades
apropriadas ao contexto de cada país.

Por meio
da Lei n.º 10.670, de 14 de maio de 2003, o Congresso Nacional Brasileiro
instituiu o Dia Nacional da Água na mesma data.

* * *

 Declaração Universal dos Direitos
da Água

 Art. 1º
– A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada
nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos
olhos de todos.

 Art. 2º
– A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo
ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a
atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é
um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é
estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º
– Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos,
frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com
racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º
– O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de
seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para
garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em
particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º
– A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo,
um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade
vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e
futuras.

Art. 6º
– A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico:
precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito
bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º
– A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira
geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que
não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das
reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º
– A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma
obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão
não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º
– A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e
as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º
– O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o
consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

 

Quando
a última árvore tiver caído. Quando o último rio tiver secado. Quando o último
peixe for pescado. Vocês vão entender que dinheiro não se come.” – Greenpeace


Enviado por Rosany
Costa

http://twitter.com/RosanyCosta
http://www.rosanycosta.com.br
Anúncios

Sobre daurabrasil

Experimento a quietude e adentro meu sítio íntimo. Amplio a sensibilidade... E, com liberdade, encontro-me com a Poesia. Situo ainda algumas questões e o que elas implicam... Sem anular o pensamento, ouso revelá-las, refletindo o sentir e o consentir. (Daura Brasil) * * *
Esse post foi publicado em “Água Limpa para um Mundo Saudável”, Data Comemorativa, Declaração Universal dos Direitos da Água, Dia Mundial da Água - 22 de Março, Meio Ambiente e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s