Primeiro de Maio – A Origem do Dia do Trabalho


Dia do Trabalho – Tarsila do Amaral

O Dia do Trabalho, comemorado no Brasil com o feriado de primeiro de maio, teve origem em um movimento ocorrido em 1886, em Chicago.
Nesta data do ano de 1886 nada menos que 200 mil trabalhadores, organizados pela Federação dos Trabalhadores dos Estados Unidos e do Canadá, fizeram uma greve geral em Chicago, reivindicando a limitação da jornada de trabalho a oito horas diárias.


Greve reivindicando limitação da jornada

Nos dias seguintes à manifestação aconteceram outros protestos, que reuniram centenas de milhares de pessoas e originaram mortes causadas pela polícia enquanto tentava reprimir os protestantes. A de 4 de maio, chamada de Revolta de Haymarket, entrou para a história também como um dos eventos originários do Dia do Trabalho.


Protestos dos trabalhadores em Chicago

Nos anos subsequentes, outros movimentos escolheram o primeiro de maio para se lançar, homenageando os revoltosos de Chicago. Dessa forma, a data foi se consolidando como um marco para trabalhadores de várias partes do mundo.

Em 1890, houve uma nova greve para estender a jornada de oito horas para todos os locais dos Estados Unidos. Também em primeiro de maio desse ano a data foi comemorada pela primeira vez em âmbito mundial, por indicação da liderança socialista internacional. Somente cinco anos depois a ocasião seria celebrada pela primeira vez no Brasil, em Santos, São Paulo, por iniciativa do Centro Socialista.

Grandes manifestações marcaram o primeiro de maio dos anos de Fourmies – 1891 – quando, na França, houve repressão policial em Fourmies deixando 7 mortos e 30 feridos; 1903 – ocasião em que, no Rio de Janeiro, uma passeata reuniu 20 mil participantes; 1919 – quando 50 mil protestaram no Rio de Janeiro por influência da Revolução Russa; 1980 – quando 120 mil grevistas protestaram no estádio de Vila Euclides, em São Bernardo do Campo.

Comemorou-se a ocasião no Brasil, pela primeira vez, em 1895, na sede do Centro Socialista em Santos. O feriado nacional foi oficializado graças a dois fatores: um projeto de lei do deputado Sampaio Ferraz aprovado no Congresso em 1902 e a lei 662, surgida em 1949.

Até o governo Vargas, o Dia do Trabalho foi considerado uma ocasião propícia a passeatas e protestos, pensamento que tinha como base os movimentos anarquista e comunista. Quando o trabalhismo passou a ser disseminado por Getúlio, a data começou a ser celebrada com festas e desfiles, como acontece até hoje.

Apesar de o primeiro de maio ser comemorado em muitos países, sendo feriado nacional em grande parte deles, há variações significativas de datas.

Nos Estados Unidos o dia primeiro, May Day, é reconhecido como a data comemorada pelos socialistas e comunistas. No entanto, não é quando se celebra oficialmente o Dia do Trabalho porque, procurando justamente dissociar a conquista dos trabalhadores desses movimentos, escolheu-se a primeira segunda-feira de setembro para o feriado nacional – oficializado pelo Congresso em 1894. A data foi escolhida por homenagear trabalhadores que se manifestaram nessa mesma época, dos anos de 1882 e 1884, em favor de sua classe, em Nova Iorque.

Na Austrália comemora-se em quatro dias diferentes: 4 de Março na Austrália ocidental, 11 de Março no estado de Vitória, 6 de Maio em Queensland e Território do Norte e 7 de Outubro em Canberra, Nova Gales do Sul (Sidney) e na Austrália meridional. Na Inglaterra o feriado é no primeiro domingo após o primeiro de maio; no Japão, em 23 de setembro; na Espanha, em 18 de julho; e na Nova Zelândia, em 18 de outubro.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br
* * *
(…) O dia primeiro de maio, que deveria ser uma celebração – no sentido de trazer à memória, recordar – dos movimentos operários que aconteceram, principalmente em Chicago, foi transformado, pelo Estado, em uma celebração (festa e solenidade) oficial – traduzida pelo feriado. Dessa forma, a comemoração se torna um espetáculo, uma ilusão a fim de manter o sistema capitalista vigente – uma vez que não é interessante a esse sistema resgatar a ideia de movimentos contrários a ele. Em suma, do primeiro de maio restam apenas imagens de uma comemoração, ou melhor, de uma celebração.
Fonte: http://www.facasper.com.br
* * *

FRASES SOBRE O TRABALHO

“Estes brutos (os operários) só compreendem a força, uma força que possam recordar durante várias gerações…” – New York Tribune, 1886, sobre a repressão da greve na preça Haymarket, em Chicago, nos Estados Unidos.

“A prisão e os trabalhos forçados são a única solução adequada para a questão social.”– Chicago Times, 1886, idem acima.

“Se é necessário subir também ao cadafalso pelos direitos dos trabalhadores, pela causa da liberdade e para melhorar a sorte dos oprimidos, aqui estou.” – Alberto Parsons, tipógrafo, 39 anos, operário que participou da manifestação de Chicago em 1886, ao apresentar-se voluntariamente à polícia. Foi preso e enforcado.

“Virá o dia em que o nosso silêncio será mais poderoso que as vozes que nos estrangulais hoje.”– Agust Spies, tipógrafo de 32 anos, antes de ser enforcado pela participação na manifestação de 1º de maio de 1886.

“Festa dos trabalhadores em todos os países, durante a qual o proletariado deve manifestar os objetivos comuns de suas reivindicações, bem como a sua solidariedade.” – Declaração do documento aprovado pelo Congresso Socialista de Paris em 1889, que instituiu o 1º de maio como Dia Mundial do Trabalho.

“Alguns dizem que o trabalho duro nunca matou ninguém. Mas pergunto: pra que arriscar?”– Ronald Reagan

“Creio bastante na sorte. E tenho constatado que, quanto mais eu trabalho, mais sorte tenho.”– Thomas Jefferson

“O trabalho é o refúgio dos que não tem nada para fazer.”– Oscar Wilde

“Trabalhando arduamente 8 horas por dia você poderá se tornar um chefe e trabalhar 12 horas por dia.”– Robert Frost

“Toda profissão é grande quando exercida com grandeza.”– J.Jofrey

“Um homem é um sucesso se pula da cama de manhã, vai dormir à noite e, nesse meio tempo, faz o que gosta.”– Bob Dylan

“A pessoa devotada à burocracia perdeu a iniciativa. Está lidando com observações que lhe foram informadas, e parou de observar por conta própria. Foi essencialmente derrotada em seu trabalho.”– Prof. C. Northcote Parkinson

“Amanhã, amanhã, não hoje. Dizem todos os preguiçosos.”– Cristian Weiss

“Não existe dignidade no trabalho quando nosso trabalho não é aceito livremente.”– Albert Camus

“O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio.”– Voltaire

“O trabalho mais produtivo é aquele que sai das mãos de uma pessoa alegre.”– Victor Pauchet

“O trabalho persistente vence tudo.”– Virgílio

“O trabalho só espanta as almas fracas.”– Luiz XIV

“Para ser bem sucedido no trabalho, a primeira coisa a fazer é apaixonar-se por ele.”– Mary Lauretta

“Todas as pessoas têm disposição para trabalhar criativamente. O que acontece é que a maioria jamais se dá conta disso.”– Truman Capote

“Nosso trabalho mais importante está em casa.”– Harold Lee

Fonte: http://www.gdfsige.df.gov.br

* * *

Anúncios

Sobre daurabrasil

Experimento a quietude e adentro meu sítio íntimo. Amplio a sensibilidade... E, com liberdade, encontro-me com a Poesia. Situo ainda algumas questões e o que elas implicam... Sem anular o pensamento, ouso revelá-las, refletindo o sentir e o consentir. (Daura Brasil) * * *
Esse post foi publicado em Data Comemorativa, Primeiro de Maio - A Origem do Dia do Trabalho e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s