Gongo Tibetano

Gongo Tibetano

imgongo- Gongo Tibetano

Eles são Belos e misteriosamente Poderosos…
Produzem o som do AUM, a energia que dá origem a criação material. Alcançam outros tempos, outras dimensões e mentes. O som e a música produzida pelos Gongos desperta a memória celular e tonifica o nível de energia do corpo.
Um gongo é um tesouro inestimável.
Um conjunto de Gongos é um Milagre!

O QUE É O GONGO TIBETANO 

Acredita-se que a origem dos gongos vem de antigos alquimistas e pré-xamãs  budistas do Tibete, datando antes da idade do bronze na China , aproximadamente 30 séculos atrás, e o modo como eles são produzidos são mantidos em profundo segredo, e quando questionados os monges tibetanos são evasivos, dizendo que os usam apenas para manter cereais, mas é difícil imaginar um objeto feito artesanalmente e que pode vibrar diferentes e simultâneos tons, cada um com uma frequência única e mantendo a reverberação por um longo tempo, sendo usados para guardar grãos. Não existe absolutamente nenhum documento escrito sobre os gongos em parte alguma das sagradas escrituras orientais. É estritamente proibido falar sobre os gongos nos templos tibetanos. Atualmente alguns gongos encontrados nas em monastérios, templos e algumas casas particulares, no entanto, sabe-se que são produzidos com uma fórmula de Bhasma, ou seja, numa noite em que as estrelas propícias para alquimizar os diferentes metais, sendo que todos os metais devem estar na proporção, produzindo assim a liga perfeita. Dizem que atualmente esta fórmula perdeu-se. Os diversos metais representam as diferentes influências planetária, sendo: ouro – o sol, prata – a lua, mercúrio – o planeta  mercúrio, cobre – Vênus, ferro- Marte, estanho – Júpiter, chumbo – saturno. Segundo as lendas, as lendas, alguns metais usados eram retirados de meteoritos encontrados nos cumes das cordilheiras dos Himalaias. Juntos todos esses metais, num determinado momento, corretamente alquimizados produzem um profundo som que pode penetrar no corpo e na mente. O som de todos os instrumentos musicais está contido no AUM, e, segundo os monges, os poderes do som concebidos pelos gongos devem ser mantidos em segredo. De acordo com os budistas o som do AUM representa a mente de Buda, e é o som que emana dos grandes abismos que existem nos Himalaias. Como eram produzidos artesanalmente, cada gongo tem um som único e exclusivo.

INSTRUÇÕES PARA USO

Deve –se segurar o gongo com a palma da mão aberta, permitindo assim a vibração livre, enquanto com a outra  mão  percorre –se  um bastão de madeira na borda externa , em sentido horário, com uma leve pressão , angulação e  velocidade é  alcançada , o gongo começa a produzir o AUM. E quando mais se utiliza, mais o som se torna puro. De acordo com a metodologia védica, o elemento material grosseiro mais elevado é o éter, onde ficam resguardados o passado, o presente e o futuro. O gongo é usado para esterilizar o elemento éter e purificar o ambiente, destruindo as energias negativas.
É usado também para centralizar a concentração , ajudar na meditação , induzir a transe e estabilizar e alinhar os chacras
Alguns lamas tibetanos de alta posição usam os gongos  em  rituais secretos para deslocar-se a outras dimensões , outros mundos e para  fins telepáticos. Os gongos têm um poder místico vivo, e quando eles são tocados interagem de formas distintas nas diferentes pessoas e ambientes . O som e a sensação de um enorme gongo vibrando no peito de alguém é poderoso e indescritível, a vibração é transmitida via esqueleto para o corpo inteiro. Uma prolongada sessão de vibração leva ao relaxamento a nível celular. Devido a esta propriedades os gongos são incorporados a uma enorme variedade de uso terapêutico e profilático. Na verdade, há uma infinidade de benefícios atribuídos ao gongo. Faça um teste você mesmo e comprove os efeitos altamente positivos!!!

Postado por Deborah Emeterio 
http://capellaindiana.blogspot.com.br/2014/04/gongo-tibetano.html
Anúncios

Sobre daurabrasil

Experimento a quietude e adentro meu sítio íntimo. Amplio a sensibilidade... E, com liberdade, encontro-me com a Poesia. Situo ainda algumas questões e o que elas implicam... Sem anular o pensamento, ouso revelá-las, refletindo o sentir e o consentir. (Daura Brasil) * * *
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s